Audiência de Moro foi fechada em comum acordo, diz Joice Hasselmann

Notícia
Espaço entre linhas+- ATamanho da letra+- Imprimir


A líder do governo no Congresso, Joice Hasselmann (PSL-SP), afirmou que a audiência pública agendada no Senado com a participação do ministro da Justiça, Sergio Moro, foi fechada em comum acordo. "Foi um acordo conjunto em que nós nos dispusemos a trazer o ministro", disse. "O ministro virá de bom grado".

Segundo ela, Moro deve ir à Câmara também. "Esse mesmo modelo deve ser repetido na Câmara", disse. Ela disse que ainda não há data para que ele compareça à Casa dos deputados. Com a disponibilidade do ministro, Joice acredita que não haverá convocação.

Crédito suplementar

Para Joice, a votação do crédito suplementar foi "excepcional". "Foi um trabalho de muita articulação", afirmou. A líder disse que esse trabalho de articulação deve se manter para reforma da Previdência. "A articulação não para em nenhum momento. A intensidade da articulação é justamente para podermos aprovar a nova Previdência ainda no começo de julho", disse.

Notícia



Ministro suspende decisões que impediam julgamento de cartel de trens pelo Cade

O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro João Otávio de Noronha, acolheu pedido do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), órgão antitruste do governo federal, para suspender os efeitos de duas decisões do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) que haviam suspendido a apresentação de alegações finais no processo administrativo que investiga o cartel de trens - suposto conluio de empresas em licitações de metrôs e trens nos Estados de Rio Grande do Sul, Minas e São Paulo e no Distrito Federal...